Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
análises
Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl

Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl

É um remake algo conservador, ainda que introduza algumas novas funções divertidas.

HQ
HQ

Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl são jogos num contexto algo especial, não só porque são remakes de dois jogos lançados para Nintendo DS em 2006, mas também porque foi a ILCA que tomou conta do projeto, em vez da habitual Game Freak. O resultado é positivo, ainda que não seja brilhante, já que nos lembra o porquê desta geração de Pokémons ser tão adorada, mas sem fazer desaparecer alguns dos seus problemas.

Embora sejam remakes, estes dois jogos seguem de muito perto o trabalho original. A Team Galactic continua a ocupar o lugar dos vilões, os sistemas de combate são idênticos, a composição das equipas é a mesma que há 15 anos, e até os pokémons que vão encontrar na região de Sinnoh são os mesmos. Isto revela um problema dos originais, que já tínhamos esquecido, e que é a falta de variedade das criaturas que irá encontrar. Isto levou a tantos encontros repetidos, que neste momento reviramos os olhos de forma automática ao som de um Kricketot ou de um Bidoof, por exemplo.

Felizmente existem algumas novidades interessantes, como o Pokémon Hideaways de Grand Underground. Estes esconderijos estão espalhados pelos níveis subterrâneos de Sinnoh, e só aqui poderá encontrar pokémons de outras gerações. Sentret, Magby, Numel, Rhyhorn, e Houndoom, são exemplos de novos pokémons que pode descobrir e acrescentar ao seu Pokédex. Apreciámos também o facto destes caminhos ajudarem a acrescentar maior variedade aos percursos, ainda que seja recomendável um nível mais elevado antes de se concentrar nestes caminhos com novos pokémons. Por outro lado, se conseguir acumular experiência desta forma, rapidamente ficará suficientemente poderoso para derrotar praticamente tudo o resto.

A dificuldade reduzida do jogo em geral é uma das nossas maiores queixas. Em todas as academias que superámos não encontrámos nenhum treinador capaz de realmente nos desafiar, mas não podemos dizer que não gostámos de várias das novas funções que melhoram a qualidade de vida do jogador, como ser capaz de gerir as caixas Pokémons a partir de qualquer lado, ter pequenos pokémons a seguir o jogador, ou o Poketch, que agora permite gerir o HM (incluindo permitir desafiar novamente outros treinadores, contar o número de passos, ou até servir como calculadora).

Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl

Também existem algumas mudanças controversas, como o toque cooperativo de Super Contest Shows, que acrescenta algum charme sem tornar a experiência revolucionária, ou o forçado Exp. Share. Esta será a mudança mais controversa, e embora seja compreensível a sua integração para tornar o jogo mais acessível, teríamos apreciado uma opção para o desativar. Diamond e Pearl não foram criados originalmente para Exp. Share, e isso nota-se.

Sinnoh é uma região com uma progressão mais interessante que Galar, que irá motivar o jogador a explorar rotas alternativas - o que será recompensador para os jogadores mais curiosos. Em alguns momentos tivemos de parar e olhar para as dicas no menu, de forma a encontrarmos o caminho a seguir. É um sistema tradicional reforçado com funcionalidades modernas, que globalmente funciona bem, ainda que tenha retirado algum desafio ao jogo, como referimos em cima.

Também gostámos imenso das novas versões das músicas, e claro, do novo grafismo. Não adorámos o estilo do jogo quando o vimos pela primeira vez, mas à medida que fomos explorado planícies, cavernas, lagos, e até picos cobertos de neve, o estilo artístico e o grafismo de Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl acabou por nos conquistar. Lembra-nos do estilo de Link's Awakening de Nintendo Switch, quase a roçar o desenho animado, mas funciona bem.

Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl não é um jogo excecional, mas são bons, e vão servir perfeitamente para saciar a fome dos fãs de Pokémon. A dificuldade está algo desequilibrada, e alguns elementos parecem datados ou não interagem de forma perfeita com as funções mais modernas, mas acreditamos que sairá satisfeito desta sua aventura, caso decida visitar ou revisitar Sinnoh.

HQ
Pokémon Brilliant Diamond/Shining PearlPokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl
Pokémon Brilliant Diamond/Shining PearlPokémon Brilliant Diamond/Shining PearlPokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Melhoramentos de qualidade de vida são muito bem vindos. Base da experiência mantém-se inalterada, mas ainda funciona. Muito para fazer e descobrir.
-
Falta variedade aos pokémons que irá encontrar pelo caminho. Dificuldade excessivamente baixa.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte